sexta-feira, 19 de julho de 2013

Faça você o seu final



- Ufa! Cheguei!
- Quem é você?
- Ué, não me reconhece?
- Não.
- Sou o príncipe encantado.
- hahaha Príncipe encantado? Tá bom...
- Ué, não acredita em mim?  Vim de tão longe para te ver...
- Veio de onde?
- Lá do sertão.
- E desde quando o príncipe vem do Sertão?
  O príncipe que eu conheço mora num castelo,
  tem uma roupa branca e bela. É bonito. Tem
  um sorriso elegante. Vai em busca da princesa
  montado em seu cavalo branco... Em falar nisso,
  cade o seu cavalo então?
- Ué, está alí..

Ela olha, olha e não vê nada.

- Onde?
- Alí!
- hahaha Mas aquilo não é um cavalo!
  Está mais pra uma mula...
- Não fala assim do Tonton..
- Tonton? haha Você só pode estar brincando comigo.
  Você vem montado numa mula, diz que é o príncipe encantado
  e seu "cavalo" ainda tem o nome de Tonton? Com lincença, preciso
  ir pra casa.
- Princesa, não me deixa...
- Princesa? haha Para né? Você nem me conhece e já está com essa
  intimidade toda? E outra coisa, príncipes encantados não existem.
  Somente em contos de fadas. A gente cresce imaginando a vida um sonho lindo,
  daí quando se torna adulta, é uma decepção.
- Mas eu sou um príncipe encantado. É sério. O seu príncipe encantado.
  Percorri o sertão inteiro pra te encontrar. Posso não estar vestido
  todo elegante e montado num cavalo branco exuberante, mas eu tenho
  um coração nobre.
- Você é bom de papo viu?(risos) Agora é sério, preciso ir.
- Tudo bem... Mas antes tome isso.
- O que é isso?
- São todas as cartas que lhe escrevi até hoje.
- Você nunca nem me viu!
- Mas eu sei que é você. Foram feitas pra você. Leia todas elas.
- Você é louco?(risos)
- Sim, sou apaixonado por você!
- Eu to falando sério, você só pode ser louco.
- Por estar me declarando? Se esse é o motivo da loucura, sim, eu sou.
  Sou louco por você, pelo seu olhar, pelo seu semblante, pela sua pele,
  pelo seu jeito de falar, de rir, de se expressar, de se comportar, louco
  pela sua boca, pelo seu cabelo, pela sua essência. Eu sou louco por todos
  os seus beijos e abraços que ainda não tive. Louco pra viver o resto dos
  meus dias ao seu lado.
- Você está me assustando.
- Perdão... Mas leia, ao menos leia o que lhe escrevi
  durante esses anos. Você vai me entender quando ler. Vai entender porque
  sou o seu príncipe...
- Ta bem, eu vou ler. Vou indo.
- Ei!
- Oi...
- Posso lhe pedir um último desejo?
- Depende.
- Não é nada demais.
- Tudo bem.
- Posso beijar a sua testa?

Ela ficou bem pensativa.

- Sim, pode.

Ele a beijou, virou e se foi.
Ela ficou anos sem mexer nas cartas.
Se casou, teve filhos, mas não foi feliz.
Numa idade mais avançada resolveu ler as cartas.
E na última carta ele dizia:
- Amor, não chora. Temos uma vida eterna para sermos felizes.
  Eu sabia que não me reconheceria, mas é a vida.
  Eu te amo. Adeus.

Final 02:

Ele a beijou. Olhou profundamente em seus olhos
e disse que ficaria na praça até o dia amanhecer,
e seguiu em direção à praça.
Assim que ele se foi, ela abriu as cartas e
começou a ler compulsivamente.
Após ter terminado de ler, foi ao encontro dele.
Quando o viu, o beijou como num conto de fadas.
E viveram felizes para sempre.

Final 03:

Ele a beijou e riu. Disse que era só uma pegadinha.
Que na verdade queria só ver a reação dela.


Final 04:

Ele a beijou e começou a caminhar em direção ao horizonte com a sua mula.
Ela seguiu o rumo de casa. Quando olhou para trás, ele havia sumido.
Pelo resto da sua vida se indagou se fizera a melhor escolha.


Final 05:

Ele a beijou na testa e disse:
- Não te dou um segundo pra me amar.
- Ah eh? E por que você diz isso?

Ele lascou um beijo nela.

- Por isso.

Voltaram a se beijar num final lindo e feliz.

Final 06:

Ele a beijou na testa e disse:
- Às vezes temos uma única oportunidade de sermos felizes,
  e deixamos passar. Me dê uma chance de te fazer feliz.

Voltou a beijá-la na testa e seguiu o seu rumo.
Ela ficou parada pensando. Viu ele indo embora, mas não
aguentou e gritou:

- Ei!

Ele olhou para ela, sorriu e foi correndo ao seu encontro.
Se entreolharam, se beijaram e foram felizes pelo resto de suas vidas.


Final 07: Faça você o seu final.


Rafael M. Lenzi

Nenhum comentário:

Postar um comentário